Notícias

VEMP cervical retificado

Vemp cervical é a única ferramenta diagnóstica que permite avaliar a função sacular.

A amplitude (P13-N23) do Vemp cervical é afetada pelo tipo de estímulo, intensidade do estímulo, frequência ou duração do estímulo, pelo método de registro e idade do paciente.

A diferença de amplitude entre os dois lados é o parâmetro mais usado para interpretar as respostas do Vemp.

As amplitudes do Vemp cervical também dependem da massa muscular e dos níveis de contração muscular tônica. A amplitude será maior a medida que a força de contração do músculo aumenta. É consenso que controlar o nível de contração muscular de cada lado (direito e esquerdo) é necessário para interpretar corretamente os resultados.

Métodos para controlar o nível de contração muscular de cada lado:
– Utilização de uma segunda unidade de eletromiografia (EMG) para monitorar os níveis de contração muscular.

– Níveis de contração muscular estimados a partir do sinal de EMG retificada (Vemp retificado – rVemp), que ocorre imediatamente antes do estímulo, e utilizado para normalizar as respostas subsequentes do Vemp.

– Igualar os níveis de contração solicitando que o paciente pressione sua face em um manguito de pressão arterial parcialmente insuflado (obs: alguns softwares de equipamentos possuem outros métodos de biofeedback).

Software adicional da Biologic: PRE-STIMULUS EMG Rectification
Para controlar a magnitude da atividade tônica do músculo, quando comparamos a amplitude da resposta de cada lado, resolvemos investir aqui na clínica em uma ferramenta do sistema da Biologic que tem o nome de pré-stimulus EMG rectification (Correção eletromiográfica prévia ao estímulo).

É um método no qual a atividade eletromiográfica tônica que ocorre imediatamente antes de cada estímulo sonoro é usada para normalizar os resultados do Vemp.

Em contraste com o primeiro método citado (utilização de uma segunda unidade de eletromiografia – EMG) no qual a monitorização da força de contração e a normalização é realizada antecipadamente, o Vemp retificado (rVemp) corrige os resultados tendenciosos depois, mesmo quando a força de contração muscular bilateral é assimétrica.

Enquanto o teste está sendo realizado, e o software coletando a média das respostas, uma resposta de compensação está sendo concomitantemente coletada por cada canal de amplificação:

vemp retificado 1

Após concluir a coleta de dados, o médico seleciona as ondas da resposta padrão e executa a correção eletromiográfica prévia ao estímulo nessas ondas (ativando a função retificação pré-estímulo no software):

vemp retificado 8
Nesse processo, o software calcula a nova onda corrigida e apresenta no painel (acima).

O que o software executa, é dividir cada ponto de dados da onda padrão pelos pontos de dados da onda pré-estímulo, criando a nova onda corrigida.

Essa onda é, de fato, corrigida da quantidade de contração muscular exercida pelo paciente.

O profissional fazendo a comparação da amplitude de resposta de cada lado, usando essa onda corrigida, estará diminuindo o impacto de um esforço desigual de contração muscular por parte do paciente, ou seja minimizando os efeitos da contração muscular assimétrica e melhorando a confiança nas respostas do Vemp.

vemp retificado 7

vemp retificado 4

Resumindo:

vemp retificado 3

Centro: Rua Debret, 23 / Salas 1216 e 217 Centro, Rio de Janeiro - RJ CEP 20030-080
Telefone: (21) 2544-2035 (21) 2544-2036
Copacabana: R. Barata Ribeiro, 391 - Sl. 909 Copacabana, Rio de Janeiro - RJ CEP 22040-001
Telefone: (21) 2236-3458 e 22354207
Site desenvolvido por: Magno Dal Magro e João Gabriel