Notícias

O controle metabólico pode melhorar a audição, o zumbido e a vertigem

S.,M.,P., Masc, 64 anos
Foi atendido por mim em 21/10/2016 com história de longa data de tonteira, zumbido e perda auditiva. Notou piora nos últimos três meses.
Hpp: Hipertensão arterial (diovam 160mg/dia, natrilix sr 1,5mg/dia)

Trouxe audiograma de 2014 (de outro serviço):

audio 2014

e outro mais recente de outubro de 2016 (de outro serviço):

audio 2016

Em 2014 o paciente já tinha realizado exame de imagem da orelha interna (Ressonância), sem alterações de relevância clínica.
Nossa conduta foi medicá-lo com betahistina 24mg 2x/dia, solicitar estudo dos potenciais evocados auditivos e curva glico-insulinêmica de 3 horas.
O paciente retornou em novembro trazendo os resultados abaixo:
Potencial evocado auditivo : normal
Audiometria ( 07/11/2016 – de outro serviço):

audio 2016 2

Curva glico-insulinêmica:

curva 2

A interpretação da curva revela de relevante:
– O pico de insulina ocorreu com 120 min e não em 60 min.
– O valor de insulina em 120 min supera em muito as 50 mcU/ml.
– A soma das insulinas de 120 e 180 min supera em muito as 75 mcU/ml.
– Hiperinsulinismo
– Provável hipoglicemia reativa na quarta ou quinta hora.
O paciente foi encaminhado para a colega endocrinologista que instituiu tratamento específico.
O paciente retornou comigo em 06/04/2017 após meses de tratamento, 20 kg mais magro, não precisando mais usar os anti-hipertensivos e relatando melhora da audição.

Novo audiograma comprovou a melhora da perda no lado direito:

audio ultimo

Centro: Rua Debret, 23 / Salas 1216 e 217 Centro, Rio de Janeiro - RJ CEP 20030-080
Telefone: (21) 2544-2035 (21) 2544-2036
Copacabana: R. Barata Ribeiro, 391 - Sl. 909 Copacabana, Rio de Janeiro - RJ CEP 22040-001
Telefone: (21) 2236-3458 e 22354207
Site desenvolvido por: Magno Dal Magro e João Gabriel