Notícias

efeitos do MP3

mp3

 

 

Aparelhos de MP3 tornaram-se um dos mais populares equipamentos para ouvir música. Mas até que ponto comprometemos a nossa audição fazendo uso desses equipamentos?

Um estudo publicado na revista “Archives of Otolaryngology-Head and Neck Surgery”, em 2010, revelou que o uso dos tocadores de MP3 por mais de uma hora seguida pode causar perda auditiva temporária. A exposição excessiva ao barulho pode levar a alterações metabólicas e/ou mecânicas nos elementos estruturais das células sensoriais auditivas.

Como a popularidade desses equipamentos de MP3 tem aumentado muito, médicos, audiologistas e cientistas começam a se preocupar com os efeitos a longo prazo desses aparelhos em relação à perda auditiva.

Os tocadores de MP3 atuais são tão potentes que podem alcançar uma intensidade sonora de até 120 decibéis, em seu volume máximo. Para se ter uma ideia, isso equivale à intensidade de uma turbina de avião durante a decolagem! Mas o ouvido humano sofre com isso, e, quando exposto a sons acima de 85 decibéis por tempo prolongado, que seria o barulho do trânsito de uma avenida movimentada, já pode apresentar um transtorno auditivo.

O grande problema é que esse tipo de perda auditiva costuma ser irreversível.

Além da perda de audição, o som muito alto de equipamentos de MP3 pode agredir o ouvido de outras formas, causando zumbido e dificuldade de entendimento.

Como a maioria dos adolescentes não presta atenção nessa regra, uma nova geração de surdos ou pessoas com problemas de audição surge no mundo moderno. Ou seja: pessoas jovens terão problemas auditivos antes que seus pais e avós.

Centro: Rua Debret, 23 / Salas 1216 e 217 Centro, Rio de Janeiro - RJ CEP 20030-080
Telefone: (21) 2544-2035 (21) 2544-2036
Copacabana: R. Barata Ribeiro, 391 - Sl. 909 Copacabana, Rio de Janeiro - RJ CEP 22040-001
Telefone: (21) 2236-3458 e 22354207
Site desenvolvido por: Magno Dal Magro e João Gabriel